WhatsApp Image 2017-07-21 at 11.01.11

CANDIDATOS ASSINAM CARTA EM DEFESA DA UEA COMO PROMESSA DE CAMPANHA

Um debate caloroso mas de alto nível, discutindo a manutenção e funcionamento da Universidade do Estado do Amazonas – UEA, marcou ontem a agenda dos candidatos ao Governo do Estado e mobilizou a comunidade acadêmica da UEA.
Mesmo sem Amazonino Mendes e Eduardo Braga – que foi substituído por Marcelo Ramos – não faltaram farpas e ataques às gestões passadas dos dois caciques políticos. Rebecca Garcia, Marcelo Serafim, Marcelo Ramos, Professora Jackeline (vice de Wilker Barreto), Luiz Castro e José Ricardo Wendling participaram de todas rodadas do debate e no final assinaram a Carta em Defesada UEA, documento que apresentou dez ações necessárias à Universidade e ao Sistema Estadual de Ciência e Tecnologia.
Na Carta, assumiram o compromisso de realizar as ações até o final do mandato. Dois pontos da Carta, entretanto, foram motivo de ressalva por quase todos os candidatos, por se tratar de ações envolvendo obras paralizadas e pagamento e correções de dissídios e reescalonamentos, considerando o pouco tempo de governo que terão para executá-las.
A Carta em Defesa da UEA trouxe itens essenciais à manutençao e consolidação das atividades da Universidade, tais como: criação de alternativas para o financiamento sustentável da UEA; fortalecimento do sistema estadual de ciência, tecnologia e inovação; criação de novo Estatuto; reativação do Conselho Curador da UEA; cumprimento do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneraçao; e também a garantia de pleitos eleitoriais justos.
Realizado pelo Sindicato dos Docentes da Universidade do Estado do Amazonas SIND-UEA, o debate foi um “sucesso” segundo a presidente, Gimima Silva. Ela avaliou que o evento foi vitorioso em todos os aspectos. Mostrou quais candidatos ao Governo estão realmente comprometidos com a manutençao e consolidação da Universidade e também quais propostas estão mais afinadas com as suas demandas e deficiências.

WhatsApp Carta Defesa UEA